Connect with us

Streaming

Globoplay incorpora TV paga à plataforma e movimenta mercado de streaming brasileiro

Nomeado como “Globoplay + canais ao vivo”, o pacote que entrega os canais Globosat, ao vivo, marca o mercado de streaming brasileiro e ataca, com agressividade, as principais concorrentes.

Published

on

O Globoplay, plataforma de streaming do Grupo Globo, anunciou nesta segunda-feira (31) que passa a disponibilizar na plataforma, a partir de 1º de outubro, canais ofertados na TV paga, custando R$ 49,90 mensais ou 12 x de R$ 42,90, no plano anual. Com possibilidade de incluir os canais Combate e Premiere, a parte.

Nomeado como “Globoplay + canais ao vivo”, o pacote que entrega os canais Globosat, ao vivo, marca o mercado de streaming brasileiro e ataca, com agressividade, as principais concorrentes como Netflix, Amazon Prime Vídeo e o Disney+, com chegada prevista para 17 de novembro.

Além do vasto conteúdo da TV Globo, o Globoplay terá o Multishow, GloboNews, os canais SporTV (1, 2 e 3), GNT, Viva, Gloob, Gloobinho, Off, Bis, Mais Globosat, Megapix, Universal TV, Studio Universal, SYFY, Canal Brasil e Futura.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

“O Globoplay + canais ao vivo promove um encontro entre dois mundos: o do streaming e o dos canais lineares. São universos de muito valor para o consumidor que a evolução tecnológica hoje reúne em uma só oferta. Os canais Globo têm tradição na produção de conteúdos como jornalismo, esporte, variedades e eventos musicais ao vivo. Agora, tudo isso se soma a séries, filmes, novelas e documentários. Não existe no mercado brasileiro um produto tão completo”, diz Paulo Marinho, diretor dos Canais Globo.

Até o final do ano passado, oferecer canais pagos pela internet não era permitido. A Fox tentou e foi impedida pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas o Tribunal Regional Federal da 1ª região (TRF1), suspendeu o recurso da reguladora.

Com esta nova modalidade, o streaming da Globo dá mais um passo na transição que a empresa têm realizado nos últimos anos. Em 2018, foi criado o projeto #UmaSóGlobo, que integra todas as áreas da Globo com o objetivo de reduzir custos e se adaptar à nova realidade e tornar o Grupo mais digital.

Isso explica as inúmeras demissões de grandes artistas e jornalistas considerados “medalhões” da casa e as perdas dos direitos de transmissão da “Fórmula 1” e Copa do Mundo. Todas emissoras de TV estão passando por essa crise. Não é só a Globo.

O crescimento da internet e o surgimento de novas formas de consumir conteúdo é o principal motivo para a queda de faturamento das TVs. E piorou com a pandemia de coronavírus, forçando-as a encurtar ainda mais os gastos. O SBT, por exemplo, reduziu o salário de seus funcionários em 25%.

Nota-se também que a “manobra” realizada pela Globo lançando esse novo pacote enfraquece a TV paga, o que pode ser o início do fim para a modalidade a cabo.

Como ficam os novos planos:

  • Gratuito
    No plato gratuito canal linear da TV Globo (em regiões selecionadas), Canal Futura, íntegra de conteúdos selecionados da emissora como jornalismo, variedades e programas de entrevistas; trechos de novelas, além de lives e eventos pontuais.
  • VOD Premium + TV Globo – R$ 22,90/mês (ou 12 x R$ 19,90 no plano anual)
    Neste plano, fica disponível o ofertado no nível gratuito, todo o catálogo Globoplay. Novelas e séries ficam disponíveis no dia seguinte ao exibido na TV, chamado de catch up. Os conteúdos deste plano podem ser baixados no aplicativo e assistir offline.
  • VOD premium + canais ao vivo – R$ 49,90/mês (ou 12 x 42,90 no plano anual)
    Todos os conteúdos do plano anterior, os canais Globo (Multishow, GloboNews, os canais SporTV (1, 2 e 3), GNT, Viva, Gloob, Gloobinho, Off, Bis, Mais Globosat, Megapix, Universal TV, Studio Universal, SYFY, Canal Brasil e Futura); VOD (vídeo sob demanda) dos canais por assinatura Globo após seis meses de exibição na grade linear; catch up dos canais Universal TV, Studio Universal e SyFy. Vídeos também pode ser baixados e assistidos offline.

O Premiere pode ser assinado a parte por R$ 79,90/mês (ou 12 x de 59,90 no plano anual) e o Combate R$ 79,90 mensais.

Telecine continua sendo vendido em um combo com Globoplay por R$ 49,90. Brevemente será disponibilizado um pacote com os canais ao vivo.



Advertisement
Comments

Streaming

‘Paciente 63’: Com Mel Lisboa e Seu Jorge, nova áudio série do Spotify estreia 22 de julho

Na nova áudio série de ficção científica, estreia nesta semana, grátis, na plataforma.

Published

on

Foto: Bruno Poletti/Spotify

Paciente 63, a nova áudio série original do Spotify, estreia nesta semana, dia 22 de julho, quinta-feira. Na nova áudio série de ficção científica, Mel Lisboa é Elisa Amaral, uma psiquiatra que grava as sessões de um enigmático paciente.

Seu Jorge dá voz a esse paciente, registrado como Paciente 63, que diz ser um viajante no tempo. O que começa como sessões terapêuticas de rotina se transforma rapidamente em um relato que ameaça as fronteiras do possível e do real.

• Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias da televisão!

Uma história que transita entre o futuro e o passado de dois personagens que podem ter nas mãos o futuro da humanidade. 

A primeira áudio série original do Spotify foi Sofia, lançada no ano passado, com Cris Viana, Otaviano Costa, Monica Iozzi e Hugo Bonemer no elenco.

• Baixe o App do KFTV! •

Paciente 63 estreia dia 22 de julho, grátis, no Spotify. Tem roteiro original de Julio Rojas. Tradução, adaptação de roteiros e direção de voz de Gustavo Kurlat.

Continue Reading

Filmes e Séries

Netflix fecha contrato exclusivo para o licenciamento de animações da Universal

O novo acordo amplia o contrato que a Netflix já tinha para produções da Illumination, e agora inclui também a DreamWorks Animation, ambas parte da Universal.

Published

on

Foto: Reprodução

A Netflix e o Universal Filmed Entertainment Group (UFEG) anunciaram no dia 13 de julho um acordo de exclusividade para o licenciamento de animações nos Estados Unidos.

Os filmes poderão ser exibidos na Netflix depois dos 4 meses de prioridade da Peacock.

• Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias da televisão!

O novo acordo amplia o contrato que a Netflix já tinha para produções da Illumination, e agora inclui também a DreamWorks Animation, ambas parte da Universal.

• Baixe o App do KFTV! •

Filmes muito aguardados como Minions 2: A Origem de Gru, além de The Bad Guys e Gato de Botas 2 , da DreamWorks Animation, são alguumas das produções que estarão na Netflix em 2022.

O acordo também inclui direitos de licenciamento do catálogo completo de filmes e animações do Grupo pela Netflix quatro anos depois da estreia, além de direitos a alguns títulos da ampla coleção da Universal.

Continue Reading

Mais Lidas