Em edição especial, ‘Fantástico’ estreia série sobre TDAH e lança nova abertura

 Em edição especial, ‘Fantástico’ estreia série sobre TDAH e lança nova abertura

Foto: Acervo Globo

O “Fantástico” deste domingo, 19/9, celebra 2.500 edições com um programa especial, que lança a nova abertura do jornalístico inspirada nos quatro elementos – água, fogo, terra e ar – e na inovação tecnológica que também é sinônimo do programa.

O “Show da Vida” também estreia a nova série de Dráuzio Varella. “Tudo ao mesmo tempo – A vida com TDAH” fala sobre o Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, um mal que mexe com a saúde e a vida de milhões de brasileiros e cerca de 4,8% da população adulta do mundo.

• Participe do nosso canal no Telegram e receba todas as notícias da televisão!

“No Brasil, quase seis milhões de pessoas entre 18 e 59 anos sofrem com esse mal. Em três episódios, a série mostra o que é TDAH e por que a falta de diagnóstico pode causar tantos problemas, e aponta caminhos para conviver com este transtorno”, adianta Varella.

O Especial deste domingo traz uma entrevista com a atriz Alanis Guillen que fará o papel de Juma Marruá no remake de “Pantanal”, além da volta do ilusionismo ao jornalístico com o quadro “Ilusões de Risco”

Siga o KFTV no Google News

“O programa tem uma fórmula que não envelhece. Tem informação, entretenimento, denúncia, comportamento. Estamos sempre buscando inovar e tratar os temas com profundidade. É para isso que a equipe segue se desafiando sempre”, disse a apresentadora Poliana Abritta.

“O ‘Fantástico’ é um programa de vanguarda. Quando surge alguma coisa diferente, ela aparece primeiro no ‘Fantástico’. É uma característica do programa e das pessoas que fazem parte da equipe. Estamos sempre arriscando, pensando em formatos diferentes para surpreender”, completa seu parceiro Tadeu Schmidt.

Posts Relacionados

Estamos no Youtube!

X
Estreias da semana – 03 a 08/05 RedeTV! decide cancelar debate marcado para 23 de outubro Apresentadora Maisa não renova contrato e deixa SBT após 13 anos